Notícias

Saiba como evitar doenças cuidando da higiene do seu salão

28-07-2017

Uma das responsabilidades mais importantes de um estabelecimento de beleza é manter um padrão rigoroso de higiene no salão de beleza. Se as condições de higiene no salão de beleza não forem controladas bem de perto, o estabelecimento pode se tornar um antro de doenças de pele, cabelos e unhas, tanto em clientes quanto em profissionais.

O crescente número de doenças causadas pelo uso compartilhado de objetos em salões de beleza é conseqüência da falha mais comum entre os estabelecimentos: a falta de esterilização dos instrumentos. Até mesmo doenças gravíssimas como hepatite e AIDS podem ser adquiridas pela falta de higiene no salão de beleza, por instrumentos contaminados ou mal esterilizados, em caso de ferimentos.

Além de ser uma questão de saúde, a higienização correta do espaço é uma obrigação. Desde 2012, a Lei 12.595 – que reconhece o exercício das atividades profissionais de cabeleireiro, barbeiro, esteticista, manicure, pedicure, depilador e maquiador – também obriga que os profissionais de beleza sigam um conjunto de regras sanitárias.

Você se preocupa com a higiene no salão de beleza, mas ainda não conhece bem os critérios necessários? Listamos abaixo algumas medidas para manter a higiene em seu espaço.

Manicure e pedicure:
Depois do serviço, a esterilização dos utensílios é essencial:
• O ideal é que o cliente leve seu próprio estojo de instrumentos para o tratamento de suas unhas.
• Todo equipamento não-descartável utilizado pelos profissionais deve ser lavado, secado, embalado e esterilizado na autoclave ou estufa de esterilização. Fornos elétricos não servem para esterilizar esses materiais.
• Escolha o creme amaciante para o amaciamento de cutículas. As bacias para pés e mãos devem ser lavadas e revestidas com plásticos descartáveis.
• Quando ocorrer ferimentos, os produtos ideais para estancar o sangue são o spray e o pó hemostático. O uso do bastão hemostático não é indicado pois entra em contato com diferentes clientes em diferentes ocasiões.
• Com o intuito de orientar manicures e pedicure sobre práticas seguras no ambiente de trabalho, o Ministério da Saúde criou a campanha “Meu Salão Livre das Hepatites” e lançou um manual indicando os cuidados ideais.

Depilação:
• As sobras de cera devem ser descartadas.
• A cabine é individual, com teto e paredes lisas, impermeáveis e fáceis de limpar, um lavatório com sabonete líquido, papel toalha e lixeiras com pedal.
• A maca precisa ter um protetor descartável, tipo lençol, trocado antes de cada atendimento.
• Opte pela espátula de material liso e resistente aos produtos desinfetantes, como o plástico. Ela deve ser higienizada depois de cada uso.
• A pinça é de uso individual, e o ideal é que seja entregue a cada cliente depois da sessão. Caso o cliente queira, pode trazer no próximo atendimento.
• O uniforme é obrigatório para todo profissional, além dos equipamentos de proteção individual, como máscaras, aventais e luvas descartáveis, vestidos na frente da cliente.

Cabelos:
Higienize as escovas de cabelo a cada uso e evite as doenças
• As escovas e pentes precisam estar sempre limpos e sem fios de cabelo de outros clientes. Se não forem devidamente higienizadas, elas podem transmitir piolhos, foliculite e micoses.
• É recomendado que a limpeza seja feita por meio da lavagem com água e detergente.
• As toalhas devem estar limpas e são de uso individual.
• O lavatório precisa ter toalhas de papel, sabonete líquido e lixeira. O profissional deve lavar as mãos antes e depois do atendimento a cada cliente.
• As máquinas de cortar cabelo e de barbear devem ser higienizadas a cada atendimento. Como esses equipamentos eventualmente produzem pequenos cortes, as lâminas mal higienizadas podem transmitir doenças graves como hepatite e AIDS.

Maquiagem:
• É recomendado que cada cliente leve ao salão os produtos a serem utilizados nos olhos e lábios. Pincéis, lápis e máscaras de cílios podem transmitir conjuntivite e infecções, como o terçol.
• O batom exige um cuidado especial, pois traz risco de transmissão de herpes. Por isso, é fundamental que o maquiador faça uma remoção mecânica da camada superficial com um lenço de papel ou pincel descartável.
Gostou das dicas para manter a higiene no salão de beleza? Compartilhe sua experiência aqui nos comentários!

 

Sindibeleza © 2017 | desenvolvido por genericapontocom