Notícias

Posso ter um salão de beleza sendo MEI?

15-03-2017

A maioria dos proprietários de salão de beleza trabalha de maneira informal, sem legalizar o negócio. Muitos deles têm medo da burocracia e do custo desse processo, pois nem sempre a renda obtida com o trabalho é alta. Porém, existem formas simples — e com custo bem reduzido — para fazer essa legalização. A principal é se tornar um MEI.

MEI é a sigla para Microempreendedor Individual. São as pessoas que trabalham por conta própria e querem legalizar o serviço como microempresários. Para isso, o salão de beleza não pode ter faturamento maior que R$60 mil ao ano, o cabeleireiro não pode ter participação em outras empresas, e só pode ter um funcionário registrado.

E quais são as vantagens de inscrever o salão de beleza no MEI?

Garante alguns direitos trabalhistas

Primeiro, o maior benefício de fazer essa legalização é poder contar com os direitos de um trabalho formal. Quem inscreve o salão de beleza no MEI conta com direitos como aposentadoria, auxílio doença e auxílio maternidade, que deixam qualquer pessoa mais tranquila nos momentos de necessidade.

Fortalece o crescimento do salão

Quando você se inscrever no MEI, terá seu próprio CNPJ, e com isso será muito mais fácil negociar prazos e descontos com os fornecedores. Quando você quiser fazer uma reforma, ampliação ou trocar os móveis do salão de beleza, por exemplo, também será muito mais fácil de conseguir um empréstimo no banco, pois agora você tem como comprovar a sua renda.

Além disso, você poderá fazer contratos com as empresas de produtos para cabelo para ministrar cursos, por exemplo. E se os seus clientes desejarem, você poderá oferecer a nota fiscal pelos serviços realizados.

Melhora o ambiente para quem trabalha com você

Dificilmente o cabeleireiro trabalha sozinho, sempre tem um profissional de confiança que ajuda nas tarefas diárias do salão. Sendo MEI, você pode contratar apenas um funcionário com carteira assinada, garantindo todos os direitos dele. Como nessa área a informalidade e o fluxo de funcionários é grande, pode ser uma forma de você garantir que aquela manicure maravilhosa que suas clientes adoram não mude para outro salão.

Quais os custos para se tornar um MEI?

No MEI você não paga para abrir a empresa, não precisa pagar um contador, fica isento de diversos impostos federais como PIS, COFINS, IR, IPI e CSLL, e paga apenas uma taxa de R$49 (para prestação de serviços) ou R$50 (se você também vender produtos no seu salão).

Sindibeleza © 2017 | desenvolvido por genericapontocom