Notícias

O começo dos grandes

16-04-2015
Jassa

Nascido na Paraíba, José Jacenildo dos Santos trabalhou na roça, em Serra de Cuité, para ajudar o pai a sustentar os 19 irmãos. Aos sete anos, se tornou engraxate e aos 12 decidiu atuar como barbeiro, aconselhado pelo pai a trabalhar "na sombra e não no sol".

Sessenta anos depois, em um luxuoso casarão de 450 metros quadrados em São Paulo, o cabeleireiro Jassa se dedica a cuidar da aparência de pessoas célebres como o apresentador Silvio Santos.

A trajetória de Jassa, inclusive, ultrapassa as máximas pré-estabelecidas pelas cartilhas de administração e gestão.

O empreendedorismo não foi uma escolha. Por necessidade, aprendeu o ofício que o tirou da pobreza e o fez realizar o sonho nordestino na maior capital do País. “Quando eu me entendi por gente me perguntei: o que sei fazer? ‘Sei cortar cabelo e estou sobrevivendo com isso’, respondi a mim mesmo. Então, investi naquilo que eu dominava”, relembra.

Jassa correu atrás do que a vida pobre o privou e foi buscar capacitação. Viajou, fez cursos no exterior e conseguiu lapidar a técnica e aumentar ainda mais a intimidade com as tesouras. Em doze anos, ganhou autonomia e quilometragem nos negócios. Trabalhou como empregado em vários salões de beleza da cidade até conhecer o apresentador Silvio Santos, em 1976. Na época, ele já havia conquistado clientes importantes, tinha carro do ano na garagem e apartamento próprio.

“Fui convidado para fazer o penteado da Nicete Bruno e do Paulo Goulart no Teatro Arena. Naquele dia, o relações públicas das Confecções Camelo – a marca vestiu Silvio Santos por mais de 30 anos – passou lá e também dei um jeito no cabelo dele. Quando eles se encontraram para uma reunião, o Silvio viu, gostou do resultado e quis me conhecer”, conta. 

Começava ali uma parceria que já dura quase 40 anos. Para Jassa, o retorno alcançado ao cair nas graças do apresentador foi imediato.

Em 2013 o badalado cabeleireiro foi um dos destaques do 21º Jantar de Confraternização dos Cabeleireiros, no Círculo Militar, em São Paulo, sendo homenageado pelo Sindibeleza.

Fonte: O Estado de S. Paulo

 

Sindibeleza © 2017 | desenvolvido por genericapontocom