Notícias

Como se tornar um Empreendedor Individual

17-10-2016

O sonho de ter seu próprio negócio tem pautado a vida de milhões de brasileiros ao longo de gerações, mas a verdade é que nunca foi tão fácil abrir uma empresa no país. Os números são impressionantes: de acordo com o Portal do Empreendedor, em apenas seis anos 5 milhões de pessoas já formalizaram seus pequenos negócios. Hoje são mais de 10 milhões de empresas cadastradas no simples Nacional e que respondem por uma fatia de 27% do PIB, segundo dados do Sabrae Nacional. Por isso, se você trabalha na informalidade ou está pensando em abrir seu próprio salão de beleza, a hora é essa. Veja como é simples e vantajoso ser um Empreendedor Individual.

Muitas vantagens e poucos deveres

Há várias vantagens em ser um empreendedor individual e ter seu salão de beleza totalmente regularizado. Para se ter uma ideia, de acordo com o estudo Mosaic Brasil, do Serasa Experian, 1.3 milhão de mulheres são microeempreendoras individuais. Hoje as mulheres respondem por 45% de todos os empreendedores individuais, a maioria delas na área da beleza, moda e alimentação – ocupando nada menos que 77% dos negócios de cabeleireiros do país, segundo pesquisa do Sebrae divulgada este ano.

Cadastro rápido e gratuito

Todo o processo é feito pela internet através do Portal do Empreendedor e o cadastro é gratuito. Por mês, os gastos também são pequenos: o imposto é fixo em R$ 40,40 para comércio e indústria, R$ 44,40 se for prestação de serviço ou R$ 45,40 se for comércio, indústria e prestação de serviço. Ele deve ser pago através de um documento chamado DAS que é retirado mensalmente apenas pela internet no próprio portal.

Faturamento anual não pode ultrapassar R$ 60 mil

A categoria tributária enquadra no Simples Nacional empresas com faturamento máximo anual de R$ 60 mil – ou R$ 5mil por mês – e que tenham, no máximo 1 empregado com remuneração de um salário-mínimo ou piso da categoria, de acordo com o que tiver maior valor.

Mas atenção: se passar 20% do faturamento máximo de R$ 60 mil anuais, a partir do primeiro dia de janeiro do ano seguinte a cobrança passará a ser a de uma empresa normal. O Sebrae disponibiliza um serviço que auxilia os cálculos de quem ultrapassar o limite de faturamento.

Outras exigências é que você não seja sócio de nenhuma outra sociedade, nem seja titular ou administrador, e tenha apenas um estabelecimento. Como optante pelo Simples Nacional você deve também exercer “apenas” as mais de 400 atividades admitidas e especificadas no portal.

Sindibeleza © 2017 | desenvolvido por genericapontocom