Notícias

Como os cabeleireiros podem ajudar na prevenção de problemas capilares

20-03-2017

Mais do que saber se uma cor de cabelo combina com a cliente, o cabeleireiro pode identificar danos no couro cabeludo e dar ainda mais segurança antes de realizar qualquer procedimento.

É muito comum uma cliente chegar ao salão e pedir para o profissional fazer um milagre para recuperar os fios ou uma solução para sua queda de cabelos. Os procedimentos químicos, como colorações e principalmente alisamentos acabam por prejudicar ainda mais o cabelo.

A solução para essa questão é procurar entender o máximo sobre o cabelo da cliente: os procedimentos pelos quais ela passou e também sobre a saúde dela além dos cabelos. Mais do que saber se ela tem alergia a algum produto, é preciso entender que existem algumas doenças que deixam o cabelo mais frágil e vão interferir no serviço.

Pergunte tudo ao cliente

Os cabeleireiros têm receio de que, se aparecer algum problema que o impeça de realizar o serviço, percam o cliente. Entretanto, vale mais a pena entender, orientar e se colocar à disposição para um segundo momento em que a pessoa esteja bem. Um machucado no couro cabelo ou uma doença que afete a imunidade impede que o procedimento funcione da maneira correta e a saúde do cliente pode ser colocada em risco. Sua cliente será muito grata a você.

Não indique remédios, indique um médico

O cabeleireiro é capaz de identificar as doenças capilares, mas não pode tentar indicar tratamentos. Esse trabalho deve ser feito por um especialista para que tudo aconteça da maneira correta. Ainda que você ache que identificou um problema, lembre-se que só médicos podem dar um diagnóstico definitivo e receitar tratamentos. Desrespeitar esse processo pode acarretar ainda mais dor de cabeça para os dois lados.

Cuidado com os mitos

A internet é repleta de informações, verdadeiras e falsas! É comum vermos blogueiras testando produtos que são lançados pela indústria de cosméticos. O parecer das meninas sobre o produto é bastante atrativo para o público, mas não pode ser referência para os especialistas em cabelo. Os produtos “aprovados” podem até funcionar de alguma maneira, mas poucos têm comprovação científica.

Deve-se lembrar que a parte que pode ser prejudicada por serviços e o uso de química é o couro cabeludo e não os fios em si. Portanto, é importante tomar cuidado, mas com a certeza do que pode ou não prejudicar a cliente e o serviço no salão.

Oriente seus clientes

Os procedimentos têm diferentes finalidades, métodos e resultados e o cliente deve estar ciente de todas essas etapas para que a pessoa possa realizar o trabalho com segurança e evitar problemas futuros. A falta de informação ou o uso de produtos errados pode fazer com que o cabelo da cliente seja prejudicado.

Sindibeleza © 2017 | desenvolvido por genericapontocom