Notícias

Capacitação é necessário nos salões de beleza

24-02-2017

A maior dificuldade não está na concorrência, mas na falta de mão de obra qualificada. É preciso capacitar sempre, pois o atendimento de qualidade é importante.

Segundo pesquisas recentes, o Brasil ocupa hoje o sétimo lugar entre os países mais vaidosos do mundo.

Os salões de beleza são concebidos como verdadeiras fábricas de beleza, nas quais o “processo produtivo” envolve uma série de tratamentos - desde o simples corte de cabelo, com ou sem lavagem, modelagem e tintura dos cabelos até outros tratamentos que exigem mais cuidados.

Nesta categoria, estão o relaxamento, a hidratação e o tratamento de pelo e corpo, que exigem mais tempo do cliente no estabelecimento, mais dedicação do profissional e conseqüentemente maior investimento por parte do cliente.

É um segmento em constante crescimento e habituado à chegada de novos produtos. A maior dificuldade do setor não está na concorrência, mas na falta de mão de obra qualificada. É grande a demanda por profissionais por se tratar de um atendimento altamente personalizado.

Investimento

Esta característica leva o profissional da beleza a investir sempre na gestão e na capacitação da sua empresa e dos seus colaboradores. É um tipo de serviço que requer preocupação constante com a qualidade dos serviços, do atendimento e dos produtos utilizados.

Além da gestão e da capacitação dos colaboradores, outro ponto a ser destacado é a correta definição do público alvo e a localização do salão. A maioria dos salões está situada em lojas de ruas e galerias comerciais.

Não há uma pesquisa que indique mais precisamente o número de profissionais atuantes neste segmento, mas estima-se que há cerca de 1,5 milhão de cabeleireiros em atividade em todo o país.

Para o empreendedor, é muito importante conhecer as expectativas de seus clientes, de modo a atendê-los bem e obter os melhores resultados.

Sindibeleza © 2017 | desenvolvido por genericapontocom